Aquisições 2018

Deixe um comentário

WhatsApp Image 2018-07-16 at 10.31.56

Anúncios

Aquisições 2018

Deixe um comentário

Cantos do Pássaro Encantado é uma reunião de crônicas sobre as fases do amor, desde o encantamento inicial, quando tudo é sonho e os olhos dos amantes só existem para o outro, até o fim melancólico de uma história que, por diversas razões, ou sem razão alguma, não pode mais existir. Mas Rubem Alves nos mostra, com a maestria que lhe é peculiar, que ainda há esperança e que, após a morte do amor, sempre há a possibilidade de ressurreição.

Permeando o texto com experiências vividas e sofridas, Rubem Alves nos presenteia com um livro que é uma tradução apaixonada de seus amores, em todo seu enredo de vida, morte e ressurreição.

01

Aquisições 2018

Deixe um comentário

A saúde da mulher é um guia que alia o carinho dos conselhos passados de mãe para filha com a segurança do conhecimento transmitido pelo dr. José Bento. O livro aborda todas as fases de transformação na vida de uma mulher – puberdade, gravidez e menopausa –, explicando cientificamente como ocorre cada mudança no organismo feminino desde o início da adolescência até a maturidade e dando dicas de como enfrentar cada situação sem descuidar da saúde e abrir mão do bem-estar.

15

Aquisições 2018

Deixe um comentário

Thomas Nesbitt é um escritor recém-divorciado que está em crise de meia-idade. Vivendo de maneira bastante reservada no Maine em contato apenas com a filha e tentando se recuperar pelo fim de um longo casamento sua solidão é interrompida em uma manhã de inverno quando recebe uma caixa. O nome Dussmann, que está marcado no embrulho, o desestabiliza completamente, pois pertence à mulher com quem ele teve um caso de amor intenso, em Berlim, 25 anos antes. Durante um período em que a cidade era dividida em duas e as lealdades pessoais e políticas eram frequentemente intimidadas pelas sombras profundas da Guerra Fria. Recusando-se, inicialmente, a enfrentar o que ele pode encontrar na caixa, Thomas é forçado a lidar com um passado que manteve secreto durante toda a vida. No processo, ele acaba revivendo os meses que passou em Berlim, lugar onde pela primeira e única vez descobriu a força extraordinária do verdadeiro amor. Petra Dussmann, a mulher para quem ele entregou seu coração, não era apenas uma refugiada e sim alguém que vivia com uma tristeza profunda permanente que acabou reescrevendo o destino dos dois.

14

Aquisições 2018

Deixe um comentário

Nesta seleção de contos de Maupassant, o leitor encontrará muitos tipos de relações amorosas: mulheres à procura do amor idealizado, outras que não se acanham em trair o marido, mulheres submissas, culpadas, sofredoras. E também conhecerá a habilidade do autor em criar atmosferas hipnóticas, como no belíssimo “Sobre a água”.

Além dos contos que têm como pano de fundo a sociedade da França do século XIX, Maupassant ficou conhecido por sua habilidade em escrever contos fantásticos. Histórias famosas como “A morta”, de defuntos que saem de seus túmulos para reescrever os seus epitáfios baseando-se na realidade e não nos clichês de sublimação ao morto, também estão contempladas nesta seleção.

13

Aquisições 2018

Deixe um comentário

China, final dos anos 1960. Enquanto o país inteiro está sendo devastado pela violência da Revolução Cultural, um pequeno grupo de astrofísicos, militares e engenheiros começa um projeto ultrassecreto envolvendo ondas sonoras e seres extraterrestres. Uma decisão tomada por um desses cientistas mudará para sempre o destino da humanidade e, cinquenta anos depois, uma civilização alienígena a beira do colapso planeja uma invasão. O problema dos três corpos é uma crônica da marcha humana em direção aos confins do universo. Uma clássica história de ficção científica, no melhor estilo de Arthur C. Clarke. Um jogo envolvente em que a humanidade tem tudo a perder.

12

Aquisições 2018

Deixe um comentário

Os contos de Lucas Barroso mimetizam os sons de um universo assustadoramente semelhante ao nosso, que pulsa ininterrupto do lado de fora destas páginas, e onde a felicidade não passa de uma farsa, uma autoinvenção, que nos assombra justamente por sabermos de sua impossibilidade.

Nascer, crescer, morrer, degenerar. A vida como um processo de espera onde pessoas são meras engrenagens em que executam funções nessa dantesca linha de montagem que é a existência, pedaços de “carne argilosa, incrustada de ossos, fiações, buscando algo que nos faça ignorar os sentidos que criamos”. Lacunas ruindo, subjugadas por pressões com as quais não sabem lidar. Convenções sociais cruéis, o doloroso jogo das expectativas impostas subjetivamente, da idealização versus realidade.

Diante da impotência perante a vida, os vícios, seja o sexo, o álcool, a cocaína ou mesmo o que convencionamos chamar de amor, são apenas formas de silenciar a solidão, de abafar esse som ensurdecedor que o nada produz. Por isso, os personagens de Um silêncio avassalador, que somos nós, carregam sempre um vazio que buscam preencher desesperadamente, um vazio que reverbera esse silêncio avassalador em nosso íntimo, mas que nunca somos capazes de externar, pois há sempre um nó na garganta no meio do caminho.

11

Older Entries